Henrique e Juliano, Marília Mendonça - Flor E O Beija-Flor (La Flor Y El Colibrí )(Brasil)




Essa é uma velha história
De uma flor e um beija-flor
Que conheceram o amor
Em uma noite fria de outono

E as folhas caídas  no chão
Na estação que não tem cor
E a flor conhece o beija-flor
E ele lhe apresenta o amor

E diz que o frio é uma fase ruim
Que ela era a flor mais linda do jardim
E a única que suportou
Merece conhecer o amor
E todo seu calor

Ai que saudade de um beija-flor
Que me beijou depois voou
Pra longe demais
Pra longe de nós

Saudade de um beija-flor
Lembranças de um antigo amor
O dia amanheceu tão lindo
Eu durmo e acordo sorrindo

Essa é uma velha história
De uma flor e um beija-flor
Que conheceram o amor
Em uma noite fria de outono

E as folhas caídas  no chão
Na estação que não tem cor
E a flor conhece o beija-flor
E ele lhe apresenta o amor

E diz que o frio é uma fase ruim
Que ela era a flor mais linda do jardim
E a única que suportou
Merece conhecer o amor
E todo seu calor

Ai que saudade de um beija-flor
Que me beijou depois voou
Pra longe demais
Pra longe de nós

Saudade de um beija-flor
Lembranças de um antigo amor
O dia amanheceu tão lindo
Eu durmo e acordo sorrindo

Versión en español


Esta es una bella historia
de una flor y un colibrí
que conocieron el amor
en una noche fría de otoño.

Y las hojas caídas en el suelo
en la estación que no tiene color
y la flor conoce al colibrí
y él le presenta el amor.

Y dice que el frío es una mala racha,
que ella era la flor más linda del jardín
y la única que lo soportó
se merece conocer el amor
y todo su calor.

Ay, que nostalgia de un colibrí
que me besó y luego voló
a lo lejos,
lejos de nosotros.

Anhelo de un colibrí,
recuerdos de un viejo amor,
el día amaneció tan lindo,
duermo y me despierto sonriendo.